Novas cervejarias brasileiras – 3 Cariocas

Mais uma etapa da série de novas cervejarias brasileiras, dessa vez com o pessoal da 3 Cariocas. Conversamos com João Gabriel Reis, um dos sócios da cervejaria cigana e que gentilmente respondeu e escreveu bastante, para você conhecer (se já não conhece) e saber um pouco mais sobre o que essa galera anda fazendo.

Com uma temática e um estilo, totalmente cariocas, a cervejaria teve início em 2014, já recebendo prêmio no Mondial de la Bière 2014, no Rio de Janeiro.

3 cariocas session ipa nema

(Imagem: 3 Cariocas)

 

Confira a entrevista!

 

TripBeer – Como surgiu a ideia de produzir cerveja?

3 Cariocas – O embrião da 3Cariocas foi um blog criado por dois dos três cariocas, João Gabriel Reis e o Eduardo Diehl. O nome do blog era Beer-based Life (@beerbasedlife) e surgiu quando João Gabriel morou por 6 meses em Londres. Lá, ele comprava semanalmente diversas cervejas diferentes do mundo todo e bebia para colecionar as tampinhas. Maravilhado com a quantidade de cervejas que conseguia encontrar por lá, teve a ideia maluca de divulgar a aventura em forma de livro. Logo, entrou em contato com um amigo, Eduardo, que já bebia cervejas especiais há um tempo no Brasil e acabamos tendo a idéia de um blog sobre cervejas, fazendo uma ponte aérea entre Rio de Janeiro e Londres.

O blog acabou tendendo para uma conta de Instagram, que vinha virando moda na época. Então as cervejas degustadas por nós, eram postadas nessa conta. Enquanto isso, nós estávamos cada vez mais imersos no mundo cervejeiro e cada vez mais aprendendo coisas novas sobre o assunto. Então, nos vimos cada vez mais exigentes e decidimos que nosso próximo passo era fazer a própria cerveja em casa. A ideia ficou na cabeça, mas a atitude pra comprar todo o material nunca vinha, sempre era postergada. Até que um dia foi.

3 cariocas proprietários

Os três cariocas! (Foto: 3 Cariocas)

 

TB – Quando a 3Cariocas foi criada?

3C – A marca e o conceito foram criados um pouco depois que começamos a fazer cerveja em casa, há uns 2 anos (2012/2013). Queríamos divulgar para amigos, familiares e quem quisesse seguir o nosso hobby e mostrar, para quem não conhecia, que era possível fazer cerveja em casa.

Dessa forma, a 3Cariocas compartilhou com todos a nossa trajetória e evolução até o momento. O lançamento da cervejaria em si, de forma comercial, foi agora no final de 2014, em novembro, com a nossa Session IPA NEMA para o verão carioca.

 

TB – Por que este nome? O que ele representa?

3C – O diferencial escolhido foi o de estar relacionado com o estilo de vida do Rio, do Carioca. E dai veio o nome que mais nos agradou, João Filipe deu a ideia de 3Cariocas, remetendo-se aos três amigos do Rio.

 

TB – Possuem fábrica? Se sim, onde fica? Se não, há planos? 

3C – Não, nós somos uma cervejaria cigana, não temos as nossas instalações e nem equipamentos próprios.

 

TB – Qual a produção atual?

3C – Hoje nós temos uma produção mensal de 1.250 litros, tudo embarrilhado, e que é distribuída apenas no Rio de Janeiro. No entanto, já temos capacidade para dobrar a produção caso necessário.

 

TB – Qual(is) cerveja(s) vocês produzem?

3C – Ainda produzimos apenas o nosso primeiro lançamento, que foi a Session IPA NEMA.

3 cariocas session ipa nema trip beer

Session IPA NEMA (Foto: 3 Cariocas)

 

TB – Sobre a IPA NEMA em específico e a ótima sacada com o nome dela, o que poderiam comentar sobre esta cerveja?

3C – A Session IPA NEMA foi pensada e desenvolvida para os cariocas e aqueles que curtem a cidade, desde a elaboração da receita até o nome. É uma recente tendência norte-americana, com uma forte pegada de lúpulo e de baixo teor alcoólico. Perfeita para se reunir com os amigos após aquela saída de praia nos dias de calor do Rio. Foi elaborada para ser leve e refrescante, fácil de beber, porém, diferenciada e com personalidade própria. Com 4.8% abv e 42 IBU, balanceamos o forte caráter dos lúpulos americanos com a drinkability, sem fugir da nossa essência.

Sua aparência é dourada e clara. No aroma predominam notas de frutas tropicais como de maracujá e lichia. No paladar, o corpo seco, com um amargor cítrico bem presente e que permanece na boca.

Desde a primeira vez que fizemos uma India Pale Ale na panela de casa, pensamos no trocadilho IPA nema (como muitos já pensaram também). E falamos que se um dia fossemos lançar uma IPA, que o nome dela fosse IPA NEMA, já que tinha tudo a ver com o nosso conceito (ainda bem que ninguém tinha lançado já). No entanto, a ideia de usar o IPA NEMA era em uma IPA mais encorpada e complexa, para levar o nome de peso em uma cerveja de peso. O nosso lançamento, nossa Session IPA, não ia ter esse nome, estávamos seguindo outra linha de ideias, guardando o IPA NEMA para mais pra frente. Até que um dia, decidimos ir com o IPA NEMA de primeira, já que fazia todo sentido: calor, Rio, praia e Session IPA.

 

TB – Terão mais estilos?

3C – Sim, vamos ter alguns rótulos regulares e sazonais. Além disso vamos buscar fazer algumas colaborativas também.

 

TB – Vocês possuem o MAPA, certo?! Conseguiram antes mesmo de lançarem as cervejas?

3C – Sim, ele saiu logo alguns dias depois da cerveja estar pronta.

 

TB – Qual a proposta da cervejaria?

3C – A 3 Cariocas é uma cervejaria artesanal ousada e criativa que tem como propósito revolucionar experiências e quebrar paradigmas da sociedade através de cervejas e momentos únicos. No entanto, vamos  além da produção de cervejas singulares e de qualidade. Como marca, nos associamos com a comunicação, a expressão, a expansão, a criatividade e a sociabilidade. Representamos o relacionamento com o mundo exterior usando a criatividade como forma de expressão. Queremos proporcionar o encontro de pessoas comunicativas, expressivas, simpáticas, interativas, otimistas e bem-humoradas, que gostam de manter a harmonia e o equilíbrio em suas vidas. Através da confiança, ambição e coragem, procuramos conquistar a todos, cariocas e aqueles apaixonados pela cidade, com o nosso encanto natural e sem precisar se esforçar para chamar atenção.

 

TB – Vão partir pra distribuição nacional ou permanecer apenas com a distribuição no Rio de Janeiro?

3C – Somos muito novos ainda e as coisas aconteceram muito rápido. Apenas embarrilhamos uma produção ainda pequena, então não pensamos numa destruição nacional, por enquanto. Vamos continuar focando no nosso mercado local, Rio, como era a proposta inicial da cervejaria. Para conseguir, dessa forma, manter a qualidade das nossas cervejas. Aos poucos vamos começar a sair do Rio de Janeiro, mas não temos previsão para isso. Os próximos passos são engarrafar e lançar nosso próximo rótulo.

 

TB – Como vocês vêem a cena cervejeira nacional e como a 3Cariocas se insere nesse contexto?

3C – Todos sabem das dificuldades e desafios que as pequenas cervejarias enfrentam aqui no país. Sabemos ainda, também, que 2015 será um ano difícil para a economia brasileira. Tirando os pontos negativos, o Brasil tem um potencial muito bom para o mercado de cervejas artesanais. E nessa onda várias cervejarias vem surgindo ao redor do país, na maioria das vezes como “ciganas”, incluindo a 3Cariocas. E o nosso propósito é apresentar novidades e diversidades para o público cervejeiro, além de apresentar uma história, um motivo, para eles quererem as cervejas da 3Cariocas.

O interessante do mercado de cervejas artesanais, não só no Brasil, mas no mundo, é que ele se assemelha bastante com outros mercados, como o de gastronomia. Hoje as pessoas se preocupam com o que estão comendo e buscam algo que ela tenha um contato mais direto, com a produção (modo de preparo) e com as pessoas responsáveis, e claro, com a qualidade que vem através da paixão e carinho pelo que se faz. Você vê isso muito bem hoje em dia no caso dos Hambúrgueres, os artesanais estão tomando conta de várias ruas pelo país enquanto as grandes redes de Fastfood não são mais tão lembradas em muitos casos. Hoje, prefere-se comer devagar e apreciando, e não mais comer rápido e qualquer coisa (fast food). O mesmo com as cervejas. É um movimento que acontece simultaneamente, vide o boom dos Food Trucks mundo afora e também das cervejarias. É o princípio do faça menos, mas faça melhor.

 

TB – Quem quer conhecer a cerveja como faz?

3C – Infelizmente, ou até felizmente, quem quiser conhecer a cerveja tem que dar um pulo no Rio de Janeiro e conferir em quais bares estamos plugados.

 

Deixo registrado um agradecimento especial ao João Gabriel pela entrevista e desejo sucesso a 3 Cariocas!

 

Saúde!

 

By | 2015-02-24T13:55:57+00:00 February 24th, 2015|Curiosidades|0 Comments