Dogfish Head Day – Part. II

Dando continuidade a série de posts sobre o Dogfish Head Day, vamos falar de algumas India Pale Ale da cervejaria nesta part. II (veja a part. I). Que, diga-se de passagem, são sensacionais. São elas a 60 Minute IPA, Sixty-one, 90 Minute IPA e 120 Minute IPA, sendo está última uma sazonal. Ou como eles classificam: uma raridade ocasional, pois pode ser produzida mais de uma vez ao ano e sem um período específico.

A Dogfish na verdade possui uma quantidade bem maior de cervejas no estilo IPA. São mais de 10 cervejas contando as de produções anuais, sazonais, colaborativas e on tap, que são servidas apenas nos brewpubs lá nos Estados Unidos.

Em 2014 mesmo houve a criação e inclusão de uma nova IPA. Trata-se da Rosabi, uma das raridades ocasionais. Produzida com a raiz japonesa wasabi, que acrescenta ainda mais amargor e notas herbais, somado aos lúpulos Centennial e Simcoe. O nome é uma fusão da cor rosada/avermelhada originada do arroz vermelho da Lousiana utilizado e, obviamente, o wasabi.

Dogfish Head Rosabi

Rótulo da Rosabi, a mais nova IPA da Dogfish Head

Dogfish Head Day

75 Minute IPA e American Beaty, outras dois rótulos no estilo IPA da Dogfish Head

Lembrando que o IPA Day é comemorado na primeira quinta-feira (07) de agosto e no dia 30 ainda terá o IPA Day Brasil em Ribeirão Preto, quem tiver algumas dessas belezas em mãos, aproveite o embalo!

 

E vamos às cervejas:

 

60 Minute IPA

Estilo: IPA com 6% ABV

Copo Ideal: Pint, IPA Glass

Dogfish Head 60 Minute IPA - Dogfish Head Day

O nome 60 Minute é fruto de 60 adições de lúpulo durante uma fervura de 60 minutos. Da mesma forma com as demais desta série: 75, 90 e 120 Minute, que confere a eles o seu IBU.

Esta deliciosa IPA possui espuma branca de média formação e persistência. No aroma bastante caramelo, cítrica com notas de laranja, além de um pouco de lúpulo. No sabor o lúpulo se destaca mais, o cítrico cede um pouco de espaço, mas continua presente e novamente o caramelizado. O álcool fica escondido, não é tão perceptível assim, o que abre espaço para apreciar ainda mais cada aroma e sabor que ela possui. O final é seco, de amargor suave e mais presença das notas caramelizadas, bem refrescante. Sua carbonatação é média e cor cobre clara.

Ela já direcionou bem as expectativas para as demais IPAs, que você confere a seguir.

 

Sixty-one

Estilo: IPA com 6,5% ABV

Copo Ideal: Pint, IPA Glass

Dogfish Head Sixty-one - Dogfish Head Day

A origem da Sixty-one em um pequeno experimento. Sam Calagione, fundador e dono da Dogfish Head, sempre se reune com amigos e pedem rodadas da 60 Minute. Certa vez ele pediu seu vinho tinto favorito e derramou um pouco sobre os pints cheios de 60 Minute. O resultado foi uma cerveja mais frutada, doce e com lúpulo realçado. O experimento, tornou-se uma tradição.

A ideia desta inovação acabou sendo uma cerveja com o mesmo processo da sua cerveja base, porém com um ingrediente novo: mostos de uva syrah da Califórnia, tornando-a um híbrido de vinho e cerveja.

A Sixty-one possui uma espuma branca de média formação e persistência. No aroma lúpulo, uvas (com uma discreta acidez e dulçor) e pêssego, bem frutada e remetendo bem a um vinho tinto mesmo. No sabor ela se torna um pouco mais cítrica e remetendo algumas vezes a uma manga verde, frutada, um pouco lupolada. O álcool é discreto. Muito bem equilibrada, cada elemento e sensação estão perfeitamente encaixados, proporcionando degustar uma IPA fora de série. Final seco com predominância do sabor da uva. Sua cor é de um avermelhado bem bonito e a carbonatação média.

Harmonizada com carne de porco e queijos gouda e gruyère.

Dogfish Head Day

 

90 Minute IPA

Estilo: Imperial / Double IPA com 9% ABV

Copo ideal: Pint, IPA Glass

Dogfish Head 90 Minute IPA - Dogfish Head Day

A 90 Minute IPA é na verdade a primeira cerveja desta série. Eleita, de acordo com o site da Dogfish, pela revista Esquire como “talvez a melhor IPA na América”. Bom, se não a melhor, certamente ela pode figurar tranquilamente entre as melhores. Baita cerveja!

Sua espuma é branca de média formação e persistência. No aroma lúpulo, bem floral, cítrico com notas de laranja. No sabor mais cítrico, uma mistura de floral e herbácea, lúpulo com uma boa carga e álcool presente, porém complementando muito bem cada gole. Bem refrescante. Sua carbonatação é média e cor alaranjada turva.

Harmonizada com capa de filé e contra filé grelhado ao molho barbecue. Não tem como, IPAs são ótimas com carne e uma gordurinha.

Dogfish Head Day

 

120 Minute IPA

Estilo: Imperial / Double IPA com 18% ABV

Copo ideal: Pint, IPA Glass

Dogfish Head 120 Minute IPA - Dogfish Head Day

Por fim, a 120 Minute IPA. Entre as IPAs da Dogfish esta é a beldade delas. Quem é hop head como eu sabe e já provou essa ou outras mais extremas sabe do que estou falando. Justamente por ser uma raridade ocasional (lembram do começo do post?). O fato de poucas garrafas serem postas no mercado a cada ano, além da sua excelente qualidade, a tornam objeto de desejo.

Ela passa por acréscimos de lúpulo e ferve durante duas horas, depois passa por dry-hopping durante um mês no fermentador e envelhece por mais um mês em folhas de lúpulo. Nada fácil produzi-la, leva tempo.

Ao abrir a garrafa você já terá uma noção do que te espera. Ela possui uma espuma bege de média formação e persistência. No aroma é cítrica, lupolada, afinal depois de todo esse processo não poderia se esperar o contrário. Com alguma nota mais adocicada, mel talvez, herbal, malte e o álcool, sem exageros, mas nitidamente presente. No sabor o lúpulo fica ainda mais evidente, são 120 IBU. Já no primeiro gole tem-se uma bomba de amargor, picância e aqui o álcool também se faz mais presente.

Notas doces, porém discretas em meio a toda essa carga. Final molhado, refrescante, apesar de toda essa potência e com um amargor invejável. Corpo pesado, intensa e um pouco oleosa. Cor âmbar turvo, carbonatação média. Apesar de toda essa potência, é uma cerveja primorosamente equilibrada.

Harmonizada com cordeiro grelhado com ervas finas.

Dogfish Head Day

Excelente acompanhamento!

Bem extrema e amarga, como a vida de um hop head deve ser!

 

Essa semana ainda teremos mais sobre a Dogfish Head e suas cervejas, acompanhe.

 

Cheers!

By | 2014-08-06T14:50:13+00:00 August 6th, 2014|Degustações|2 Comments
  • Victor Maia Mignone

    A verdade é que aquele contra-filé grelhado, os queijos e as taças de IPA`s abriram o apetite!

    Quanto ao artigo, está de parabéns. Cada vez melhor.

  • TripBeer

    Obrigado! Agora a comida e as cervejas estavam boas mesmo, quando puder experimente!
    Abraços