Delirium Argentum – homenagem aos 25 anos

O elefante rosa está em festa de bodas de prata. A mundialmente conhecida Delirium, da cervejaria Brouwerij Huyghe, produziu a Delirium Argentum (prata em latim) em homenagem aos 25 anos da marca. Para uma empresa de cerveja, a melhor forma de comemorar não poderia ser diferente. E para melhorar, com o calor que faz no Brasil, esta Belgian IPA caiu como uma luva!

Por enquanto a cerveja está disponível On Tap no Delirium Café Rio de Janeiro e nos próximos dias no de São Paulo também. As garrafas devem chegar em breve. Quem traz a cerveja de forma exclusiva e oficial é a Buena Beer

Além de nos presentear com a cerveja, a Delirium fez um concurso mundial para escolher o rótulo da Argentum. O ganhador, ou melhor, a ganhadora foi Carolina Plano, do Canadá. Bom, poderia ter sido você, mas só de ter a cerveja em si por estas bandas já é motivo para ficar contente.

delirium argentum 25 anos huyghe

Garrafas da Delirium Argentum com o rótulo da Carolina Plano

Confira a descrição oficial. “Belgian IPA especial com 6 diferentes tipos de lúpulo (incluindo 3 tipos americanos), malte de cevada tostado e malte de trigo resultando em 7.8% de teor alcóolico e 49 IBU’s. A cerveja, que também passa pelo processo de dry-hopping, conta com uma amargura complexa (vinda da combinação dos lúpulos) e com aromas cítricos seguidos por um toque de caramelo, proveniente do malte torrado“.

Pude prová-la no Café Delirium do Rio e confirmar que se nos 25 anos já foi essa beleza, que venham os próximos 25 e muitos mais!

delirium argentum café delirium rio de janeiro degustação trip beer

Delirium Argentum on tap, delícia!

Trata-se de uma ótima Belgian IPA, com uma bela espuma bege claro de boa formação e persistência, além de uma ótima cremosidade. O aroma é bem rico e já remete a refrescância. Possui uma citricidade bem aparente, tendendo pra laranja, notas doces, floral. O sabor possui uma boa carga de lúpulo, porém equilibrado, sem ficar agressivo demais. Isso confere um amargor potente, complementado pelas notas mais doces, caramelizadas, do malte. O cítrico é um pouco menos evidente que no aroma, mas ainda sim presente. Aquele aspecto mais resinoso das IPAs americanas não é encontrado. O final é um pouco seco, lupulado e o aftertaste mais maltado. Cor caramelo, carbonatação média. O que comentei sobre o frescor que a bebida possui é comprovado a cada gole. No calor de 40º de manhã e nos 30º a noite do Rio de Janeiro, ela se revela uma excelente pedida, com um ótimo gosto de quero mais!

Comemore com a Delirium os seus 25 anos. Se estiver no Rio de Janeiro ou em São Paulo, vá ao Café Delirium, se não, aguarde as garrafas chegarem!

 

Santé!

 

By | 2015-01-19T19:11:55+00:00 January 19th, 2015|Degustações|0 Comments