Degustando com o clube Beer & Bier

Neste mês de julho, como já anunciado aqui, demos início a nossa parceria com o clube de cervejas Beer & Bier. Também assistimos a Copa do Mundo e a disputa entre Brasil e Alemanha. Ironicamente ou não, amargamos aquela derrota e agora estamos em outro duelo entre os dois países. Degustando dois rótulos alemães e brasileiros e posso garantir, pelo menos aqui a disputa foi mais equilibrada.

Como o objetivo não é apenas prova-las e sim tornar o que há no copo ainda mais interessante, também teremos algumas curiosidades sobre as cervejas. Uma forma de levar para você, leitor do TripBeer e assinante do Beer & Bier, um pouco mais de conhecimento sobre estas cervejas e o kit que está aí na sua casa.

Vamos a elas:

 

Wäls Stadt Jever

Wals Stadt Jever

Quem assina o Beer & Bier pela primeira vez, recebe no primeiro kit um copo do clube

Estilo: Lager com 5% ABV

Copo ideal: Pilsner

Se você já conhece um pouco de cervejas, deve saber que os mineiros são bons em fazer cerveja sô. Artesanais ou não, lá é a cidade do bar (não tem mar, vamos pro bar, certo?). Então, Wäls e Sadt Jever não são nomes meramente ilustrativos. Eles são, na verdade, fruto de uma parceria entre a cervejaria e um tradicional pub de Belo Horizonte, de respectivo nome. É uma homenagem a casa que com um ambiente descontraído e aconchegante, ajuda a fortalecer a cultura cervejeira.

A Stadt Jever é uma Lager de espuma bege clara, de média formação e baixa persistência. No aroma ela é cítrica com raspas de limão, lúpulo e malte, deixando tudo bem agradável. No sabor ela é suave, mais do que eu gostaria até, porém sem prejudica-la. Acredito que a ideia era fazer uma cerveja artesanal, porém de fácil consumo. A carbonatação é baixa e essa é a única crítica que eu realmente faço. Um pouco mais de carbonatação tornaria ela ainda mais equilibrada e agradável. Seu corpo é leve e a cor é âmbar claro. Já o final é do jeito que eu gosto, tendendo ao amargo. Se enquadra no estilo, mas foge um pouco da lagers mais elaboradas.

 

Benediktiner

Benediktiner wiessbier

Estilo: German Hefeweizen com 5,4% ABV

Copo ideal: Weizen

A Benediktiner, além de ser uma bela cerveja de trigo, é mais que isso. Sua história é secular e começa há cerca de 400 anos. Lembram-se dos monges trapistas? Não, eles não são os únicos a produzirem cervejas. A ordem Beneditina também gosta de uma boa cerveja. Na Alemanha, na abadia de Ettal, que foi fundada em 28 de abril de 1330, é feita esta Weiss.

Abadia de Ettal

Esta é a Abadia de Ettal, na região da Baviera, Alemanha

Como esses monges não perdem tempo e sabem o que é bom, já é hoje a cervejaria mosteiro beneditina mais antiga em funcionamento. A Benediktiner Weissbier é uma clássica do estilo. Se você curte o estilo, certamente irá gostar desta também. Me lembra um pouco as Erdingers.

De espuma bege clara, de boa formação e persistência, composta por muitas bolhas que a deixam bem cremosa. O aroma de trigo e malte com notas de caramelo, mel e banana. No sabor a mesma coisa e um equilíbrio entre suavidade e corpo médio ótimo. Destaca-se também o caráter refrescante e um pouco de acidez contrastando com as notas doces do malte. A carbonatação é média, a cor cobre opaca, bem bonita e o corpo médio. Uma dica, se cerveja é o pão líquido, essa Weizen combina bem com um pão australiano. Experimente!

 

Ayinger Celebrator

Ayinger Celebrator

Estilo: Doppelbock com 6,7% ABV

Copo ideal: Pilsner

A Celebrator, além de ser bastante premiada como uma das melhores do estilo no mundo, ela é mais uma cerveja que tem origem entre monges. Devo confessar que não sou muito fã do estilo, mas esta cerveja de fato merece seus títulos, especialmente acompanhando uma noite fria.

Sua espuma é cremosa marrom de boa formação e persistência. No aroma destaca-se o malte, com predominância de notas de caramelo e chocolate. No sabor mais malte e mais doce, incluindo notas frutadas. Acredito ter algo de banana e alguma fruta vermelha. Nesse ponto que ela sai da curva para o meu gosto. O doce fica acentuado demais. Se você gosta de cervejas mais doces, ou é fã de lambics e fruit beers, essa poderá agradar facilmente. Entretanto, se o doce também te incomoda um pouco, não se estresse, harmonize com algo que possa quebrar essa sensação. Queijos mais salgados são uma boa pedida. Para fechar, sua cor é marrom escura, opaca, encorpada e de média carbonatação.

 

Hi 5

2 Cabeças Hi 5

Estilo: Black IPA com 6,2% ABV

Copo ideal: Pint, IPA Glass

Se a disputa com as alemãs dependesse só dessa cerveja, pela emoção iria para os pênaltis. Ela é uma das cervejas brasileiras que considero mais interessantes.  Já tinha tido a oportunidade de prová-la no Mondial de la Bière no RJ em 2013 e nessa época, ela já era destaque da carioca 2 Cabeças. Na verdade ela foi à primeira receita da cervejaria.

Dispensa muitas apresentações, a melhor forma de você ver e sentir tudo que ela pode te oferecer é coloca-la no copo e dar um bom gole. Já tomei Black IPAs consagradas mundialmente como a americana Stone Sublimely Self-Righteous (veja aqui) e ela não corre por fora, muito pelo contrário, veste a camisa e entra em campo para mostrar a que veio.

Sua espuma dessa vez foi inexistente (não sei se cometi algum erro, mas me recordo dela com alguma formação). O aroma é cítrico com predominância de lúpulo, mas com um ótimo equilíbrio entre as notas maltadas de café e caramelo. No sabor, toda essa carga no aroma a acompanha, mas surge um pouco de notas de chocolate. Seu corpo é médio, carbonatação baixa/média e de cor preta. Reservem para o final, para seguir uma ordem que não vá prejudicar a prova, fechando com chave de ouro!

 

Não acabou – o clube fornece material informativo sobre as cervejas e um guia de degustação, ajudando aos iniciantes a melhorar a sua experiência com as cervejas do kit e outras também.

Clube Beer & Bier

Além disso, nossa promoção de 50% de desconto para o mês de agosto está valendo até o dia 31, para novos assinantes. Acesse o link e confira as regras.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/362802 

 

Saúde!

By | 2014-07-22T12:46:20+00:00 July 22nd, 2014|Degustações|5 Comments